20/06/2009

Redação Revela Abuso Sexual de Menor


João Pessoa - Uma redação escolar sobre abuso sexual revelou a violência sofrida por uma menina de 13 anos, no Valentina de Figueiredo. O fato vinha acontecendo há mais de um ano, dentro da casa onde ela morava.
O acusado do crime é o padrasto da garota. Delson Gomes Rodrigues, 32 anos, foi preso em flagrante na quinta-feira, no Condomínio Amizade, numa ação que teve o apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE).
Segundo a delegada de repressão aos crimes contra a Infância e Juventude, Joana Darc Sampaio, havia a dúvida de que o acusado também estivesse abusando de outra enteada, de 8 anos. As duas meninas foram submetidas a exames mas apenas a mais velha teve a comprovação da violência. O acusado tem duas filhas, ainda de acordo com a mãe da vítima.
O texto que levou à descoberta do problema foi escrito pela menina numa atividade do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em 18 de maio. Num trecho da redação, a menina escreveu “ficava chorando e rezando para amanhecer logo”.
Uma psicóloga do programa alertou o Conselho Tutelar Mangabeira sobre o caso, e ambos procuraram a polícia. A menina contou que o padrasto chegava alcoolizado e, no quarto dela, a acariciava e chegava a introduzir o dedo nas partes íntimas. Situação confirmada pelo exame pericial solicitado pela delegada.
De acordo com o conselheiro tutelar Waldison Sousa, que acompanha o caso, o lanterneiro também é acusado de cometer, além de violência sexual, agressões físicas e psicológicas contra as crianças. Ele informou que a menina abusada possui visão limitada e tremor das pálpebras, situação que poderia ter sido provocada pela condição psicológica afetada pelos abusos.
A delegada Joana Darc informou que as duas meninas foram retiradas de casa e entregues a um abrigo público, onde vão esperar a conclusão do processo penal. O Conselho Tutelar também deve requerer da Justiça a retirada de guarda das outras duas crianças do casal, devido à suspeita de conivência da mãe com os abusos. Além disso, a mãe também sofreria de alcoolismo.
O acusado negou as acusações e disse que jamais teria coragem de fazer mal a uma criança que cria como filha. Delson Gomes, porém, já respondeu criminalmente por agressão no passado, de acordo com a polícia. Ele autuado em flagrante e transferido para o Presídio do Roger, no meio da manhã.

Fonte:
Damásio Dias
PORTAL CORREIO DA PARAÍBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário